Os mais vendidos

por aderaldo

Durante o fim de semana, entre 4 e 7 de novembro, aconteceu o festival Cubatão Danado de Bom. A Editora Luzeiro expôs seus cordéis para venda: 500 títulos. A seguir a lista dos mais vendidos:

Em primeiríssimo: A chegada de Lampião no Inferno

2. O Pavão Misterioso

3. A briga de dois matutos por causa de um jumento

4. João Soldado, o valente soldado que colocou o diabo em um saco

5. Lampião, Rei do Cangaço

6. Visita de Lampião a Pe. Cícero no Céu

7. A peleja do Cego Aderaldo com Zé Pretinho

8. Presepadas de Chicó e astúcias de João Grilo

Destaques:

A mulher que casou 14 vezes e continuou donzela

O Negrão do Paraná e o Seringueiro do Norte

Como se nota, os clássicos são os campeões, dentre eles Lampião ainda é a figura mais apreciada, pois 3 dos 8 mais vendidos têm sua chancela. Os destaques para A moça que casou 14 vezes… e o Negrão do Paranáforam surpreendentes. Títulos muito chamativos cujo teor não decepcionou. Outra observação é que na lista figuram dois novíssimos escritores: Varneci Nascimento, com Visita de Lampião a Pe. Cícero no Céu e Marco Haurélio, com Presepadas de Chicó e astúcias de João Grilo. Perceba-se que ambos estão com a marca de quatro mitos nordestinos: Lampião e Pe. Cícero, Chicó e João Grilo.

Entre os folhetos no tamanho pequeno 11X15, os mais vendidos:

1. Dez mandamentos do preguiçoso, de Varneci Nascimento
2. Pergunta idiota, tolerância zero, de Varneci Nascimento
3. Chicó, o menino das cem mentiras, de Pedro Monteiro
4. Abolição, um sonho de liberdade, de Benedita Delazari
5. A escravidão negra e o Quilombo dos Palmares, de Benedita Delazari
6. O casamento da Chapeuzinho Vermelho, de Cleusa Santo

Entre os pequenos, destacam-se os folhetos de autoria feminina, de duas mulheres que não são nordestinas, o que prova que o cordel é nacional. Na soma total, Varneci Nascimento é o autor mais procurado, com um título entre os folhetos coloridos e dois entre os pequenos de duas cores.

Anúncios