Teorias sobre a origem do cordel

por aderaldo

1.
Durante as palestras que tenho ministrado sobre cordel, uma das perguntas mais frequentes é: — Qual a origem do cordel? — Respondo: — Há três teorias para a origem do cordel: uma diz que o cordel é originário da península ibérica e que chegou até nós trazido pelos colonizadores, nas caravelas ou com a Família Real. Discordo disso pois não se tem notícias de cordel português em solo brasileiro, nem de que a realeza tenha adquirido cordéis e distribuído com o povo. Um ou dois cordéis é que devem ter cirdulado, mas de forma tão díspar que em nada se assemelha aos nossos.

2.
Outra vertente diz que o cordel é a face escrita da poética dos cantadores repentistas. É uma falácia visto que a sextilha do cordel é completamente diferente da sextilha do repente, embora conserve a mesma armadura, mas abandona a deixa, marca indelével do repente. Além do mais, a sextilha foi introduzida no repente tardiamente, pois os desafios eram feitos em quadras.

3.
A terceira é na qual acredito: no cordel genuinamente brasileiro. Dialoga com Portugal e com os repentistas, mas rompe com ambos. É como a música: não se nega uma música brasileira genuína, mas a música já habitava o velho mundo e a música dos nossos autóctones, que deveria ser a música brasileira, tem pouca influência. No cordel consolidou-se nossa independência poética.

Anúncios